Tá na Ita, tá legal!

Vídeo: Promotoria pede afastamento de subtenente da PM flagrado agredindo mulher a tapas em Jacareacanga

Foto: Reprodução

O promotor de Justiça Militar Armando Brasil informou, na segunda-feira (23) à redação integrada de O Liberal, que vai solicitar o afastamento imediato do subtenente Charles John Palheta Costa, da Polícia Militar, flagrado agredindo uma mulher a tapas. A situação ocorreu no último domingo (22) no Balneário da Ponte, em Jacareacanga, sudoeste do Pará. O agente é lotado no 15º Batalhão, integrado no Comando de Policiamento Regional X (CPRX), que atende as cidades de Aveiro, Itaituba, Novo Progresso, Trairão e Jacareacanga.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, uma guarnição da PM foi acionada por Charles para que um homem, identificado como Pedro Neto Santos Colares, fosse conduzido à Unidade Integrada Pro Paz (UIPP), por ele estar cometendo tráfico de drogas.

Os militares foram até o local e encontraram Pedro e a companheira dele, Cássia Beatriz Silva dos Santos. Durante revista pessoal no suspeito, os policiais encontraram 1,9g de substância aparentando ser cocaína e 0,5g do que parecia ser crack.

Cássia Beatriz e Pedro Neto (Foto: Arquivo Pessoal)

Ainda segundo o BO, os agentes de segurança deram voz de prisão para Pedro, mas ele teria reagido. Ele foi contido e possivelmente xingou os PMs. Cássia também teria insultado os militares, o que resultou na prisão dela por desacato. A mulher supostamente teria cuspido no rosto de Charles.

Na filmagem, que circula nas redes sociais, o subtenente aparece de regata de cor salmão e uma bermuda clara. Ele discute com a suspeita e depois dá um tapa no rosto dela. Cássia bate o rosto na lataria de uma caminhonete, enquanto é controlada por outro militar, que está em serviço. “Tá aí. Toma”, diz Charles antes de agredir outras duas vezes a mulher, que o empurra logo em seguida. Veja no vídeo:

 

Outras pessoas que testemunham a violência pedem para que o subtenente pare. Depois uma confusão começa envolvendo os militares e o casal.

Cássia, Pedro e um amigo deles, junto com as drogas e um celular apreendido, foram levados à UIPP, para que os devidos procedimentos fossem realizados.

Fonte: O Liberal