Tá na Ita, tá legal!

Vídeo: Homem tortura companheira e corta cabelo com facão em Belém

Reprodução

A violência doméstica é um problema social grave que atinge milhares de pessoas de diferentes classes sociais, crença religiosa ou cultura. No Ligue 180 ou pelo aplicativo Direitos Humanos Brasil, é possível denunciar casos de violência doméstica e se informar sobre os direitos da mulher e receber acolhimento em situação de vulnerabilidade.

Mas mesmo com as políticas de combate a esse tipo de crime, novos casos, infelizmente, continuam a ser registrados. Um vídeo que circula nas redes sociais chocou moradores da Grande Belém na manhã de domingo (12/02). Uma mulher foi agredida, torturada e teve os cabelos cortados por um homem, apontado como o esposo da vítima, o motivo? A possível descoberta de uma traição.

Nas imagens, a vítima aparece chorando, com a roupa suja de sangue, tendo os cabelos cortados com muita violência pelo marido com um facão. Em outro momento do vídeo, o agressor, que usa uma camisa da escola estadual Cordeiro de Farias, localizada em Belém, xinga a vítima e faz várias ameaças contra ela.

“Tem que respeitar, não sou moleque, sou homem e sou bandido. É isso que acontece com mulher de bandido, entendeu? Agora o cara vai ficar com ela assim.”

A pessoa que filma a agressão chega a interferir na violência, mas é também ameaçada.

Após ser capturado, ele confessou o crime e justificou dizendo que as agressões contra a esposa foi motivada por ciúmes e que o ato violento era para servir de lição para outras mulheres do bairro.

O casal vivia junto a cerca de três anos e a quatro meses estavam separados. Após saber que a ex-esposa estava se relacionando com outro homem, ele cometeu o crime.

O agressor foi apresentado na Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher (DEAM), do bairro do Marco e enquadrado no âmbito da Lei Maria da Penha.

De acordo com as autoridades, André já é conhecido do sistema prisional. Ele já tem passagem por tráfico de drogas e receptação.

Fonte: DOL