Tá na Ita, tá legal!

Vendaval e forte chuva destelham casas e derrubam árvore em Ananindeua; vídeo

Moradores de Ananindeua foram surpreendidos no começo da tarde desta quinta-feira (25) com um vendaval que destelhou casas e chegou a derrubar pelo menos uma árvore em via pública. Vídeos compartilhados nas redes sociais indicam o grande susto por que famílias passaram. Veja o vídeo:

Nas imagens é possível observar telhas sendo levadas pelo vento enquanto pessoas mostram-se alarmadas com o que estava acontecendo. A chuva forte provocou alagamento em um trecho da rodovia Mário Covas, sentido Ananindeua-avenida Augusto Montenegro, na entrada do Conjunto Satélite. Segundo o relato de moradores da área, a chuva foi repentina e rápida, mas suficiente para ser afetar uma área que não costuma ser impactada por precipitações pluviométricas.

“Apavorante”

A fonoaudióloga Ana Paula Lopes encontrava-se sozinha no apartamento dela quando se deu o vendaval. “Foi apavorante”, exclamou. Moradora do conjunto Jardim Independência, na rua Hélio Gueiros, perto da avenida Independência, no bairro do Coqueiro, Ana Paula contou que por volta das 12h30 “o céu ficou escuro, parecia final de tarde, mas sem sinais de chuva; mas, às 14h20, começou a ventar forte”. Ela, então, começou a fazer filmagens e disse que viu “muita coisa voando, folha inteira de Brasilit inteira voando, vaso de planta e bicicleta”. Acrescentou que houve pessoas chorando, cachorros latindo.

A moradora disse que fez a filmagem com “muito medo de um dos objetos que estavam voando caíssem ou que o meu bloco fosse atingido pelo vento forte”, como relatou.

“Dava pra ver nitidamente ele passando por aqui”, externou a moradora. Ana Paula acredita que se tratava de um mini tornado e não apenas um vento forte. Destacou que o vendaval também atingiu o Jardim Europa, na rodovia Mário Covas. Ana Paula repassou que a árvore que tombou com a força do vento fica na praça do Jardim Europa, em uma parada de ônibus urbano.

Vento a 100 km/h

 

O diretor do 2º Distrito de Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), José Raimundo Souza, informou que a situação verificada em Ananindeua não foi a de um tornado, mas de “ventos em redemoinho”. Uma forte ventania ocorreu aqui, na região de Ananindeua, mais precisamente na área do 40 Horas. O Inmet não mediu nas duas estações essa velocidade do vento, porém verificando-se a escala de Fuji que mede tempestade severas, possivelmente, pelos estragos causados, a velocidade do vento chegou a 100 km/h”, destacou o diretor do 2º Disme.

A chuva e forte ventania que foram registradas na tarde desta quinta-feira (25) resultaram em casas destelhadas, uma árvore arrancada do solo e moradores de Ananindeua assustados, no Conjunto Jardim Europa, em Ananindeua. Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram telhados de casas sendo levados pela ventania, que assustou populares.