Tá na Ita, tá legal!

Veja o vídeo: Afogamento e naufrágio registrados no fim de semana em Alter do Chão e Oriximiná, no oeste do Pará

Um afogamento foi registrado no fim de semana na vila de Alter do Chão, em Santarém, no oeste do Pará. A vítima, Josiel Rodrigues de Lima, de 21 anos, tentou atravessar a nado o rio Tapajós para chegar à praia. Uma equipe de salva-vidas retirou o rapaz inconsciente da água e iniciou os procedimentos para tentar reanima-lo. O homem foi levado para a unidade de saúde da vila e depois transferido para o Hospital Municipal de Santarém (HMS), onde deu entrada em estado grave.

 

O Corpo de Bombeiros alerta para os perigos na hora da travessia a nado no rio ou até mesmo em pequenas embarcações. É preciso redobrar a atenção, principalmente quando envolver crianças e idosos. Em caso de navegação marítima é imprescindível o uso do colete salva-vidas.

 

No último sábado (10), no município de Oriximiná, foi registrado um naufrágio com uma canoa. O excesso de passageiros e o mau tempo podem ter sido a causa do acidente que deixou duas crianças mortas. Cinco passageiros foram resgatados com vida. As vítimas saíram da comunidade Salgado em direção a outra localidade para participar de uma festa. Durante a viagem, a pequena embarcação não suportou o peso e virou com o forte vento.

Foto: Reprodução

Os sobreviventes foram resgatados em pontos diferentes do local onde ocorreu o naufrágio. Os corpos das crianças, um menino de 3 e uma menina de cinco anos, foram localizados neste domingo (11).

 

Com o movimento intenso nesse período do ano nas praias, igarapés, rios e riachos, o Corpo de Bombeiro chama a atenção para o risco de afogamentos.

 

Nesta época, o índice de afogamento aumenta e os locais de grande risco na região são as praias de Alter do Chão e Belterra. Só este ano já foram registradas mais de 30 mortes por afogamento em Santarém e região oeste do Pará.

 

Em 2021, segundo o 4º Grupamento de Bombeiros Militares 4º GBM), houve o registro de 36 mortes por afogamento na região.

 

Na primeira semana de setembro foi registrada a morte por afogamento de um adolescente de 15 anos. Pedro Samuel Peniche dos Santos, era de Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso. Morreu afogado na praia do Pindobal no município de Belterra.

 

Fonte: O Estado Net