Tá na Ita, tá legal!

TSE divulga número de eleitores por município para limitar gastos em campanhas

Ascom / TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulga, nesta segunda-feira (11), o número do quantitativo de eleitoras e eleitores por município. O objetivo é estabelecer um limite de gastos e do número de contratações diretas ou terceirizadas de pessoal para prestação de serviços referentes a atividades de militância e mobilização de rua nas campanhas eleitorais.

Vale ressaltar que, ainda esta segunda semana de julho, existem outras datas importantes no calendário eleitoral divulgado pelo TSE, referentes ao pleito de 2022. A partir da próxima sexta-feira (15), os municípios com eleitorado superior a 100 mil devem habilitar os locais de votação convencionais para recebimento de voto em trânsito, ou criar locais específicos para este fim.

O dia 15 de julho também é o último dia para criação, no Cadastro Eleitoral, dos locais de votação onde funcionarão as seções eleitorais dos estabelecimentos penais e das unidades de internação de adolescentes, caso ainda não existam; e a última data do prazo para cadastramento, pelos tribunais regionais, de marcação da distribuição de seções de TTE de ofício.

Já a partir do próximo sábado, dia 16, o Tribunal Superior Eleitoral poderá divulgar comunicados, boletins e instruções ao eleitorado, em até 10 (dez) minutos diários requisitados às emissoras de rádio e de televisão, contínuos ou não, que poderão ser somados e usados em dias espaçados, podendo ceder, a seu juízo, parte desse tempo para utilização por tribunal regional eleitoral. Essa atividade pode ser executada até 15 de agosto de 2022 e nos três dias que antecedem a eleição.

As eleições 2022 estão programadas para acontecer no dia 2 de outubro, sendo o segundo turno no dia 30 do mesmo mês. Para este pleito, os brasileiros vão decidir quem vai ocupar os cargos de presidente, senador, deputado federal, deputados estadual e governador. Antes de ir às urnas, os candidatos, a população e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) seguem cumprindo metas e cronogramas para o bom andamentos das eleições.

Fonte: O Liberal