Tá na Ita, tá legal!

Setor de epidemiologia do Hospital Municipal confirma morte de criança por Influenza em Santarém

Imagem de microscopia mostra vários vírus de influenza A, causador da gripe (imagem ilustrativa) — Foto: CDC/ F. A. Murphy
Imagem de microscopia mostra vários vírus de influenza A, causador da gripe (imagem ilustrativa) — Foto: CDC/ F. A. Murphy

O Setor de Epidemiologia do Hospital Municipal Dr. Alberto Tolentino Sotelo, de Santarém, oeste do Pará, confirmou a morte de uma criança de 4 anos por Influenza (gripe). A criança deu entrada no Pronto Socorro Municipal (PSM) com sintomas agravados da doença.

De acordo com nota de esclarecimento do HMS, a equipe do Setor de Epidemiologia realizou o exame para detectar a doença e o resultou foi positivo para Influenza.

Ainda de acordo com o HMS, os protocolos necessários para casos de Influenza foram realizados, a epidemiologia do município foi acionada e o caso foi notificado.

Diante da confirmação da morte da criança por Influenza, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) reforça sobre a importância da imunização contra a gripe, e pede que população busque atualizar a carteira de vacinação. Equipes da Semsa estão vacinando contra a Influenza em todas as UBSs, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, e no hall da prefeitura de Santarém, aos sábados, de 08h às 14h.

A vacina que está disponível no município é a trivalente, que protege contra duas cepas do vírus Influenza A e uma cepa do vírus Influenza.

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos podem receber vacina contra a gripe em Santarém — Foto: Agência Santarém / Divulgação

Crianças de 6 meses a menores de 6 anos podem receber vacina contra a gripe em Santarém — Foto: Agência Santarém / Divulgação

Dia D

 

No último sábado (15) a Semsa realizou Dia D de vacinação contra a Influenza para ampliar a cobertura vacinal. Foram ofertados 15 pontos de vacinação, incluindo o da Prefeitura.

Segundo balando divulgado pela Semsa, 2.245 pessoas foram imunizadas, sendo 1.623 contra Influenza e 622 contra Covid-19. A campanha segue até o dia 31 de maio. Inicialmente a vacinação é voltada para grupos prioritários:

  • Crianças de seis meses a menores de seis anos
  • gestantes
  • puérperas
  • idosos com 60 anos ou mais
  • povos indígenas
  • professores
  • trabalhadores da saúde
  • pessoas com comorbidades
  • pessoas com deficiência permanente
  • forças de segurança e salvamento e forças armadas
  • caminhoneiros
  • trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso
  • trabalhadores portuários
  • funcionários do sistema prisional
  • adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas
  • população privada de liberdade.

 

Para receber a vacina é necessário apresentar: RG, ou algum outro documento de identificação com foto, CPF, cartão de vacina ou cartão do SUS, além do documento que comprove vinculação a grupo prioritário.

Fonte: G1 Santarém