Tá na Ita, tá legal!

Seap realiza operação preventiva nas 53 unidades penitenciárias do Pará

Foto: Reprodução

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) iniciou na manhã de quinta-feira (22) uma ação simultânea em todas as unidades penitenciárias do Estado. O objetivo da Operação “Festas Seguras” é manter a segurança e a ordem nas casas penais no período das festas de Natal e Ano-Novo. A ação conta com apoio efetivo do Grupamento de Ações Penitenciárias (GAP), Comando de Operações Penitenciárias (Cope) e da Polícia Militar, principalmente nos estabelecimentos do interior do Pará. Em algumas unidades houve ainda atendimentos médico e jurídico aos internos.

A operação começou por volta de 6h nos 53 presídios estaduais. No Complexo Penitenciário de Santa Izabel (na Região Metropolitana de Belém), os agentes foram primeiro ao Centro de Recuperação Penitenciário do Pará (CRPP5) e depois à Cadeia Pública para Jovens e Adultos (CPJA). Outras unidades que integram o Complexo, como a Colônia Penal Agrícola de Santa Izabel (CPASI), estiveram sob ocupação nas últimas 72 horas, em virtude de possuir a maior população carcerária do Estado, com quase 2 mil custodiados.

O secretário adjunto de Gestão Operacional da Seap, Ringo Alex, acompanhou toda a operação no Complexo Penitenciário, juntamente com demais integrantes das diretorias da Secretaria e comandantes do Grupamento de Ações Penitenciárias e do Comando de Operações Penitenciárias. Policiais penais de cada uma das unidades também participaram da operação, além da Corregedoria da Seap, que acompanhou toda a ação nas unidades de Santa Izabel.

Foto: Reprodução

Integração

Ringo Alex ressaltou que as operações são muito importantes, pois demonstram à sociedade a integração de todas as forças que compõem a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) e a própria Seap. Para o secretário adjunto, é a integração de todos os órgãos envolvidos na operação que resulta em equilíbrio e controle das unidades penais do Estado, contribuindo para a paz social.

“Nossas unidades passaram hoje por um procedimento rigoroso de segurança, com a retirada dos custodiados para a revista de todas as celas, para que a gente possa passar o Natal com tranquilidade. Essa fiscalização continua. Nós vamos intensificar toda essa fiscalização com as nossas forças especializadas Cope, GAP, ASI (Assessoria de Segurança Institucional), Cemi e Corregedoria”, afirmou Ringo Alex.

O titular da Diretoria de Administração Penitenciária (DAP) da Seap, João Barbosa, ressaltou que as unidades ainda não contempladas com a ocupação integrada receberão, de forma estratégica, o apoio operacional das forças especializadas e a realização das ações de atendimento biopsicossocial e jurídico para as Pessoas Privadas de Liberdade (PPLs).

“Hoje, as 53 unidades do Estado estão de forma simultânea realizando revista geral. Além disso, temos o atendimento médico, psiquiátrico, avaliação do prontuário dos PPLs e atendimento jurídico nas unidades de menor porte, cumprindo o que determina a Lei de Execuções Penais”, informou o diretor.

Foto: Reprodução

Segurança para todos

Diretora do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará 4 (CRPP4), terceira unidade visitada por gestores da Seap, Kélvia Araújo, destacou que as operações de final do ano são muito importantes para que os servidores das casas penais possam trabalhar com segurança. Para ela, isso permite que a população também se sinta segura ao ver esse tipo de ação em andamento.

“Com a Seap aqui, estamos trabalhando intensamente todos os dias para fortalecer a segurança, os procedimentos e o protocolo exigido pela Secretaria. A gente só agradece o apoio que as diretorias e todos os grupos operacionais têm oferecido pra nós, pois sozinhos seria impossível executar com eficiência o que hoje fazemos”, disse Kélvia Araújo.

Almir Cunha, diretor da Central de Triagem Metropolitana 4 (CTM4), disse que “hoje nós começamos a trabalhar a reinserção, que é a segunda parte dessa intenção do sistema penal. Aqui, a gente procura obedecer toda à orientação da DAP, da Corregedoria, para tratar o preso de acordo com os direitos que ele possui. Fazemos uma gestão compartilhada com os diretores, com os chefes de equipe, garantindo ao custodiado o direito que ele tem e fazendo cumprir o nosso Procedimento Operacional Padrão”, afirmou o diretor.

A Operação “Festas Seguras” prossegue nos próximos dias em todas as unidades prisionais, garantindo a tranquilidade e segurança aos servidores, internos e à população paraense.

Fonte: O Impacto com informações Seap