Tá na Ita, tá legal!

Santarém: Operação da Polícia Civil prende faccionados envolvidos em tortura

Na manhã de quarta-feira (18) a Polícia Civil deflagrou a ‘Operação Tripalium’ para cumprimento de seis mandados de prisão em desfavor dos envolvidos na tortura de Edivaldo Saraiva da Silva, o “Macaxeira”, ocorrido no dia 18 de abril na Ocupação Bela Vista do Juá.

A ação, que também visa inibir os ataques contra agentes de segurança pública que vem ocorrendo no Pará, tem a participação de 40 policiais,  de Santarém, Belterra e Mojuí dos Campos.

Até está publicação, cinco elementos suspeitos de integrarem uma facção criminosa haviam sido presos e conduzidos a UIP do Santarenzinho.  Dentre os presos com participação na tortura, estar o elemento identificado como Felipe Tomaz dos Santos de Oliveira, conhecido pela alcunha de “Pequeca”, que também anunciava um suposto atentado à policiais. O suspeito tinha sido beneficiado com a saída temporária e não retornou. Atualmente estava na condição de foragido da Justiça, mas foi capturado pela PRF na noite de terça-feira (17).

Segundo o delegado Jamil Casseb, todos os policiais envolvidos na operação estão em alerta para qualquer confronto com a criminalidade.

“Estamos todos trabalhando de forma a evitar qualquer tipo de ação. Estamos preparados para qualquer embate. Lógico que procuramos evitar o máximo, trabalhando de forma preventiva, trabalhando de forma repressiva, como é o caso dessa operação, mas esse é o nosso dever, o nosso trabalho”.

Disse ainda que, o município de Santarém e região não poderia ficar de fora das ordens do Governador do Pará, Helder Barbalho, em reforçar a segurança em todo Estado.

“Essa determinação que foi dada pelo nosso Governador, ordem expressa para que o combate fosse exercido de forma intensa, demonstra que aqui  não pode ser diferente. Santarém está unida, cada vez mais coesa, os órgãos de segurança pública e a resposta própria para população. Esses indivíduos presos, mais um baque nas facções criminosas e o trabalho vai continuar”, contou o delegado Jamil Casseb à Lorenna Morena da TV Impacto.

Operação Tripalium

 O nome intitulado a operação faz alusão ao instrumento Tripálio confeccionado com  três pedaços de madeira aguçados, algumas vezes ainda munidos de pontas de ferro, onde os agricultores batiam o trigo, as espigas de milho, para rasgá-los, esfiapá-los. Mais tarde na época romana, Tripálio foi utilizado para tortura.

 

Fonte: O Impacto