Tá na Ita, tá legal!

Professor é espancado por criminosos e tem pertences roubados na área rural de Anapu: “pedia que eles não me matassem”.

Foto: Reprodução

 

Um professor, de 26 anos, que não quis se identificar, precisou caminhar por aproximadamente 11 km após ser vítima de uma ação criminosa violenta, e a mão armada na área rural de Anapu, no sudoeste do Pará. Segundo a vítima, o crime aconteceu no início da tarde desta quarta-feira (16).

“Eu tava um pouco longe porque tem o ramal, esse ramal chamada Mata Verde, que entra lá para a escola que trabalho, a gente tem que andar também um pouco, uma quilometragenzinha boa. Andei uma média de 9 a 11 km a pé pedindo ajuda por não ter nenhum morador por perto.”, conta o professor.

Ele seguia de motocicleta pela Vicinal Pilão quando dois criminosos em outra moto, se aproximaram, fecharam o veículo em que ele estava e anunciaram o assalto. Armados e violentos, os bandidos exigiram todos os objetos pessoais da vítima, e agiram com brutalidade.

“No momento do ocorrido eu pedia só que eles não me matassem. Morria, temia por isso!”, relata.

O crime aconteceu em uma área isolada, sem testemunhas. Para a vítima, o clima ficou ainda mais tenso quando um dos criminosos deu sinais de nervosismo. “Aí o que tava na frente, que tava armado eu percebi que parece que era início negócio assim de assalto. Tava tremendo muito ele!”, disse a vítima.

O professor contou que os criminosos pegaram a bolsa que ele carregava, com a carteira, celular e seus livros, e exigiram também as chaves da moto. Antes de sair um dos bandidos disse querer o dinheiro, a vítima retrucou, alegou não andar com dinheiro por não ter onde gastar ali naquela área, mas os criminosos não acreditaram, foi aí que começou a sessão de espancamento.

“Aí eles duvidaram disso, me jogaram no meio do mato e começaram a me bater, bater bastante na minha barriga, inclusive eu tô com hematoma debaixo do braço por conta disso.”, conta.

Muito machucada, a vítima ficou no chão enquanto os criminosos vasculharam os bolsos da sua roupa. Como não encontraram dinheiro, ordenaram que ele corresse. Nesse momento outro motociclista passou pelo local, e parou para perguntar se eles estavam precisando de ajuda.

Um dos bandidos gritou mandando o produtor ir embora senão levaria um tiro, o homem fugiu do local, e logo em seguida os criminosos foram embora. Sozinho, machucado, e sem ter para quem pedir ajuda, o educador caminhou de volta à cidade, a pé, em uma estrada de chão.

Formado em Sociologia, História, Pedagogia e Educação Física, ele atua na área rural de Anapu, e atualmente faz mestrado em uma universidade americana. Após o crime ele conta que ficou muito abalado e está com medo de sair de casa.

“No momento eu não sei o que vou fazer porque dependo muito do meu serviço. Há um ano e meio que estou trabalhando aqui no município de Anapu e nunca havia ocorrido isso comigo, nunca tive esse negócio de assalto, de roubo.”, afirma o pedagogo.

Após ser atendido no hospital, a vítima procurou a Delegacia de Polícia Civil de Anapu e fez um boletim de ocorrências. O crime segue sendo investigado, mas até o momento nenhum suspeito foi localizado.

 

Fonte: Confirma Notícia