Tá na Ita, tá legal!

Primeira vacina anticoncepcional destinada a homens pode ficar pronta no ano que vem

Tatiana Shepeleva / stock.adobe.com
Vacina danifica a cauda do espermatozoide e o impede de fecundar o óvuloTatiana Shepeleva / stock.adobe.com

Um contraceptivo em forma de vacina e destinado a homens está mais perto de virar realidade. O método inédito, que pode durar até 10 anos, é desenvolvido na Índia e tem previsão de ficar pronto em até 12 meses. Essa é a promessa dos cientistas do Instituto Indiano de Tecnologia, que estão desenvolvendo o anticoncepcional Risug (Inibição Reversível do Esperma Sob Controle).

A injeção completou seus testes finais e foi considerada melhor que a vasectomia, por ser menos dolorosa e também reversível. O Risug é um gel que danifica as caudas dos espermatozoides individuais, e os impossibilita de fecundar o óvulo. O procedimento é rápido, pode ser feito em alguns minutos, e pode ser revertido após uma injeção com água e bicarbonato de sódio.

Em teste feito com 300 voluntários, a pesquisa mostrou eficácia de 97%. Os efeitos contraceptivos foram observados em até seis meses.

A vacina é aplicada nos dois ductos deferentes, canais que transportam os espermatozoides depois de seu amadurecimento para que se juntem aos líquidos seminais e formem o sêmen. Uma anestesia local é feita no escroto antes das aplicações da vacina anticoncepcional. Inchaço escrotal temporário e dor escrotal inguinal leve, na região da virilha, foram observados e resolvidos dentro de um mês, mas nenhum outro efeito colateral adverso foi relatado durante os testes em humanos.

O gel foi usado inicialmente para revestir canos em sistemas de água rurais na Índia, com objetivo de matar bactérias. Após testes em coelhos, macacos e ratos, foi observado que o produto tinha um efeito semelhante no esperma, daí o começo do estudo como método anticoncepcional.

Nos Estados Unidos, um método contraceptivo masculino chamado Vasalgel, que funciona de forma semelhante, está em desenvolvimento.

Fonte: O Globo