Tá na Ita, tá legal!

Pastor alega ‘revelação divina’ para cometer estupro de jovem em Itaituba; o suspeito foi preso em Santarém

Reprodução

O pastor identificado como Evanio Pereira Cruz Gomes, de 36 anos, foi preso preventivamente por força de mandado de prisão pelo crime de estupro. A captura ocorreu na manhã de domingo (5), no bairro Ipanema, em Santarém.

O Tribunal de Justiça do Pará, por meio da Vara Criminal de Itaituba, determinou que recolha e prenda imediatamente a qualquer unidade prisional, o pastor que congregava na Assembleia de Deus Pentecostal Missionária.

 

Posteriormente, Evanio foi conduzido por uma equipe da Polícia Civil para a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam).

 

Ao ser questionado pela imprensa local, o farsante religioso alegou que o ocorrido foi consensual e o único ‘pecado’ que cometeu foi adultério e não estupro, pois é casado.

De acordo com a polícia, ele alega que a relação foi consensual e que possui mensagens da vítima que comprovam isso. Segundo o relato do suspeito, ele estava tendo sonhos eróticos com a mulher, e afirma que tudo foi uma ‘revelação’ divina.

Evanio Pereira Cruz Gomes, de 36 anos, teria contado para a vítima sobre os sonhos e pediu para vê-la, para que pudessem conversar. Ele então buscou a mulher de carro, e dentro do veículo a estuprou. Após o crime, Evanio fugiu para Santarém onde estava escondido desde então.

Por outro lado, a versão da vítima, contada em detalhes, contesta o que foi apresentado pelo acusado.

 

Veja a seguir:

 

No início de dezembro de 2022, o pastor, se aproveitando da confiança que passava como membro da igreja, entrou em contato com a vítima alegando que precisava falar com ela com urgência (falsa revelação).

 

Em seguida, ofereceu carona para levá-la ao trabalho. Ao buscá-la na residência, onde morava sozinha, Evanio a levou de carro para um lugar deserto. Na ocasião, afirmou que tinha sonhos sexuais e que a desejava, não conseguindo nem ficar perto.

 

Ele também chegou a perguntar se ela também tinha sonhos. Mesmo com a resposta negativa, Evanio começou a passar a mão nas partes íntimas, beijou a força, deitou o banco e consumiu o ato carnal. O falso pastor ainda tentou fazer sexo oral, mas a vítima conseguiu sair das garras do agressor.

 

Pelo estado da vítima, ainda pediu perdão e falou que não iria fazer mais. Abalada, contou ao namorado e ele a orientou para gravar se Evanio tentasse novamente.

 

Já no dia 27 de dezembro de 2022, o acusado entrou em contato e disse que ‘seria a última vez, um presente de natal’. Com o intuito de conseguir provas para denunciá-lo, aceitou e novamente ele tentou estuprá-la.

 

A denúncia foi formalizada após familiares perceberem o comportamento depressivo da vítima e também outra vítima próxima a ele relatou atitudes de cunho sexual que lhe afetaram quando ainda era adolescente.

 

Agora ele está à disposição do Poder Judiciário e deve ser transferido para o município de Itaituba nos próximos dias.

 

Matéria atualizada às 15h32.

 

Fonte: O Impacto e G1 Santarém