Tá na Ita, tá legal!

PF pede prisão de 18 pessoas que confrontaram os PRFs em Novo Progresso

A Polícia Federal identificou 18 pessoas que participaram do ataque contra equipes da PRF (Polícia Rodoviária Federal) no município de Novo Progresso, no Pará, nesta segunda-feira (7). As guarnições foram alvo de pedradas contra as viaturas, além de pedaços de pau que foram arremessados, disparos com fogos de artifício, baladeira e armas de fogo.

Ainda segundo a Polícia Federal, um inquérito foi instaurado e busca apurar e identificar outros autores do ataque contra os policiais rodoviários federais na BR-163, em Novo Progresso, no Pará.

 

Pai socorre criança intoxicada pelo gás, (Foto: Reprodução0
Pai socorre criança intoxicada pelo gás, (Foto: Reprodução0

Versão da PRF

A corporação negociava a liberação de uma rodovia que foi interditada por manifestantes que não aceitam o resultado das eleições. No entanto, quando atuava no local, os suspeitos criaram a fake news de que os agentes teriam matado uma criança. A informação falsa irritou os presentes, e os grupos avançaram sobre a polícia.

A corporação afirmou que uma menina passou mal durante o confronto, mas foi levada pelos próprios policiais ao hospital. Ela recebeu medicação e passa bem. Dois agentes foram feridos, um, na mão e o outro na cabeça, atingidos por disparos de fogos de artifício.

Morador usou de baladeira para disparar contra as viaturas da PRF (veja abaixo)

Morador usou baladeira para disparar contra os PRF (Foto>Reprodução)
Morador usou baladeira para disparar contra os PRF (Foto: Reprodução)

Versão dos Manifestantes

Em áudio nas redes, divulgado pelos manifestantes, afirmam que a manifestação era pacifica,  quando a PRF chegou à rodovia estava aberta, não havia necessidade do confronto, que um caminhoneiro parou o caminhão e impediu outros de trafegar pela via. Divulgam  com notas de repúdio, onde os policiais atiraram com arma de fogo contra os manifestantes, na presença de idosos e crianças. Um morador foi atingido na perna com um tiro de arma de fogo, disparado pelos policiais, diz a nota.

A OAB  de Novo Progresso divulgou nota (veja abaixo)

Divulgação
Divulgação

A Polícia Federal informou à imprensa que pediu as prisões e busca identificar outros envolvidos. Antes que as viaturas se retirassem do local, armas de fogo foram apreendidas. No entanto, quando só veículos dos policiais saíram por causa dos ataques, foram efetuados disparos contra eles.

Nas imagens, o grupo aparece jogando pedras contra os agentes, em primeiro momento, também aparentam estar em posse de uma arma, mas se trata de um rojão, que foi apontado contra o carro dos policiais. E um dos vídeos, uma criança aparece sendo carregada desacordada por um dos manifestantes.

Segundo a PF, as medidas de desobstrução da rodovia estão sendo devidamente coordenadas com a PRF e as forças de segurança pública no estado do Pará.

Viatura da PRF depredada (Foto: Divulgação)
Viatura da PRF depredada (Foto: Divulgação)

PRF emite nota sobre a atuação no Km 312 da BR-163 em Novo Progresso, no Pará

Nesta segunda-feira, 7 de novembro de 2022, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) amparada pela RECOMENDAÇÃO N º 20/ 2022 – da Procuradoria da República no Pará, atuou na missão de assegurar a livre circulação nas rodovias federais em Novo Progresso (PA) BR 163, Km 312.

Inicialmente, o procedimento se deu com o diálogo, cumprindo os protocolos de negociação para a liberação da rodovia. Houve resistência por parte dos manifestantes e foi necessário o uso progressivo da força pelos policiais. Durante o confronto, uma criança passou mal, foi socorrida pelos policiais rodoviários federais e levada ao pronto atendimento, onde recebeu alta hospitalar. Na mesma ocorrência, um policial rodoviário federal acabou sendo ferido pelos manifestantes.

 

 

Com o número de manifestantes imensamente maior do que o do efetivo policial, em uma escalada de agressões, os policiais passaram a ser alvo de tiros e atacados com rojões, pedras e objetos diversos. A fim de proteger a integridade física de todos, foi necessário o reposicionamento da equipe policial para o realinhamento das ações.

A PRF segue no monitoramento de todas as rodovias federais do país, trabalhando pelo fluxo livre de veículos, notadamente a liberdade de locomoção, e na preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio.

 

Veja galeria de fotos:

Fonte: Folha do Progresso