Tá na Ita, tá legal!

Pará é o 10º em novas vagas de trabalho

O Pará registrou mais um saldo positivo na abertura de vagas de trabalho com carteira assinada, com 9.041 novas contratações durante o mês de setembro, com mais desempenho pelo setor da construção (2.826 vagas) e de serviços (2.826). Já o comércio gerou 1.933 postos no mês, enquanto a indústria geral criou 1.460 vagas no mesmo período. Na agropecuária, o saldo foi de 398 novas vagas em setembro.

Os dados constam do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado ontem, 30 de outubro. No total, foram 40.525 admissões contra 31.484 demissões no mês. No acumulado do ano, o saldo permanece positivo, com 52.243 postos de trabalho formais, resultado que é cerca de 5,0% maior que o registrado no mesmo período do ano passado (de janeiro a setembro de 2022).

Com os números de setembro, o Pará se destaca na 10ª posição entre as demais unidades da federação com os maiores resultados positivos, de acordo com estudo feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos paraense (Dieese). Nos dados comparativos do volume de contratos acumulados nos últimos 12 meses (outubro de 2022/ setembro 2023) o saldo também é positivo na geração de empregos formais, com um total de 442.786 admissões, contra 405.556 desligamentos, o que gerou um saldo positivo de 35.230 postos de trabalho, o maior resultado da região Norte e o13º maior entre as unidades da Federação.

ESTADOS

Em setembro, todos os estados e o Distrito Federal mostraram resultado positivo no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O melhor desempenho entre os Estados foi novamente registrado em São Paulo, com a abertura de 47.306 postos de trabalho. No Nordeste, Alagoas chama a atenção com 16.160 contratações, o quarto melhor resultado do país.

Ainda de acordo com as análises do Dieese/PA, a movimentação do emprego formal registrada no mês de setembro mostra que foram feitas em toda a região Norte um total de 95.468 admissões, contra 78.618 desligamentos, gerando um saldo positivo de 16.850 postos de trabalhos.

Todos os estados da região apresentaram crescimento de empregos formais, com destaque para o Pará com saldo positivo de 9.041 postos de trabalhos, seguido por Amazonas (2.973 postos de trabalhos) e Rondônia com saldo positivo de 1.365 vagas.

Fonte: DOL