Tá na Ita, tá legal!

Pai de garoto que matou mãe e irmão por causa de celular quer desinternar o filho

Mãe e irmão foram mortos. Em desfoque, o autor do crime. (Foto/Reprodução)

O  pai do adolescente de 13 anos que matou a mãe e o irmão mais novo, na Paraíba, pediu à Justiça pela desinternação do filho, segundo o advogado revelou durante a audiência de instrução do caso, nesta quinta-feira, 7.

Segundo o advogado de defesa, Aylan da Costa Pereira, o policial reformado disse que vai “cuidar do filho com muito amor”. “A família está muito unida neste momento e deseja a desinternação”, acrescentou Pereira.

O advogado revelou que o adolescente passou por avaliação psiquiátrica e recebeu um diagnóstico, mas não entrou em detalhes sobre qual o transtorno teria sido identificado.

Em depoimento à polícia, o garoto admitiu ter cometido os atos infracionais porque havia sido proibido de usar o celular para jogar e conversar com os amigos. A punição era para que o adolescente melhorasse suas notas na escola.

Na audiência, também foram ouvidas outras pessoas próximas ao adolescente. O advogado de defesa não forneceu mais informações sobre a sessão, pois o caso está em segredo de justiça.

O pai que também foi atingido pelos tiros disparados pelo filho, continua internado no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. Ele já deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e agora se encontra na enfermaria, com previsão de alta para o domingo. Como sequela dos disparos, o paciente ainda segue sem conseguir mover os membros inferiores.

 

Fonte: Correio 24 Horas