Tá na Ita, tá legal!

PA tem alta de 176% no desmatamento da floresta amazônica, aponta Imazon

O Pará foi o segundo estado que mais destruiu a floresta amazônica em março de 2023, em comparação ao mesmo período do ano anterior. O dado é do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), divulgado nesta quinta-feira (20).

O estado concentrou 27% de toda a derrubada na região, registrando aumento da devastação de 33 km² em 2022 para 91 km² – o aumento foi de 176%, segundo o Imazon.

Já entre as áreas protegidas, os destaques negativos do Imazon são a APA Triunfo do Xingu e a APA do Tapajós (PA).

As unidades de conservação estaduais perderam, respectivamente, áreas de floresta equivalentes a 500 e a 300 campos de futebol apenas em março, e foram a primeira e a segunda UCs mais destruídas na Amazônia no mês.

Três municípios concentram 55% da devastação no estado. São eles:

  • Altamira (31 km²),
  • Moju (10 km²)
  • e Novo Progresso (9 km²),

 

A pesquisadora do Imazon Bianca Santos explica que “nem os municípios e nem as unidades de conservação são novidade nos rankings de desmatamento”.

“São territórios que enfrentam pressões históricas em suas florestas, onde é preciso ter atenção especial nas ações de conservação”.

Fonte: G1