Tá na Ita, tá legal!

Operação aplica R$ 3 milhões em multas por crimes ambientais no Pará; saiba mais

Reprodução

O resultado da mais recente Operação Curupira divulgado na quarta-feira, 24, aponta a arrecadação de mais de R$ 3 milhões, em multas por atividades irregulares, desativação de acampamentos, embargo de áreas e apreensão de essências florestais exploradas ilegalmente, entre outros procedimentos, na Frente Castelo dos Sonhos – distrito de Altamira -, próximo ao município de Novo Progresso, no sudoeste paraense.

A Operação Curupira reuniu integrantes das secretarias estaduais de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas), Segurança Pública e Defesa Social (Segup), da Fazenda (Sefa) e, ainda, da Agência de Defesa Agropecuária (Adepará), no combate à degradação ambiental. A ‘Curupira’ tem bases fixas nos municípios de Uruará, Novo Progresso e São Félix do Xingu, para ações de enfrentamento da exploração florestal ilícita.

Nesta ação foram apreendidas 572,85 metros cúbicos (m³) de madeira em tora, entre elas, várias espécies vegetais de alto valor comercial, como castanheira, angelim-pedra, angelim vermelho, maçaranduba e jatobá, que foram inutilizados.

Também houve a apreensão de 10 motosserras, um fogão, quatro botijões, 80 litros de combustível destruídos, 30 quilos de arroz, um trator esteira com garfo inutilizado, entre outros equipamentos.

Reprodução

Ao todo, os agentes desativaram dez acampamentos, e houve o embargo de 20 mil hectares de área, sete autos de infração, seis termos de apreensão e quatro de inutilização, outros seis termos de depósito. Um termo de doação e mais dois termos de embargos lavrados pela equipe.

Fonte: Roma News