Tá na Ita, tá legal!

No Pará, 76,34% das pessoas foram recenseadas

A modalidade presencial de coleta de dados segue como a principal opção dos que já responderam ao Censo 2022

.
 A modalidade presencial de coleta de dados segue como a principal opção dos que já responderam ao Censo 2022. | Mauro Ângelo

Desde o início da operação, em 1º de agosto, até o dia 5 de dezembro, foram recenseadas mais de 168 milhões de pessoas no Brasil, sendo a maioria (86,6 milhões) de mulheres, em quase 60 milhões de domicílios. O Pará conseguiu recensear 76,34% de sua população, contabilizando 6,7 milhões de pessoas, sendo a maioria de mulheres (3.370.854), em quase 2 milhões de domicílios recenseados. Um total de 13.490 setores censitários do Pará já consta como trabalhados, o que corresponde a 92,70% do total no estado (14.552 setores).

No país, até o momento, 1,4 milhão das pessoas recenseadas são indígenas. A região Norte aparece como a de maior quantidade de indígenas: 705.437 pessoas; seguidas das regiões Nordeste, com 462.376; Centro-Oeste, com 150.966 indígenas; Sudeste, com 101.236; e Sul, com 68.988.

Quanto à população quilombola, 1.208.702 pessoas já foram contadas, sendo a região Nordeste a de maior quantidade em números absolutos, até o momento: 840.017 pessoas. A região Sudeste já registra 164.627 pessoas quilombolas. No Norte do país, já são 142.088 quilombolas; a região Centro-Oeste aparece com 37.322 quilombolas; e, por fim, a região Sul, com 24.648 quilombolas já contados.

No Pará, das 6,6 milhões de pessoas já recenseadas, 69.208 são indígenas e 116.833 são quilombolas. O balanço também informa que 1.179.417 pessoas das já recenseadas no Pará são residentes em aglomerados subnormais (palafitas, baixadas etc).

Em solo paraense, assim como no restante do país, a modalidade presencial de coleta segue como a principal opção dos que já responderam ao Censo 2022: 1.979.766 questionários no estado foram preenchidos presencialmente (quando o informante recebe o recenseador, fornecendo seus dados para preenchimento do questionário, em seu domicílio). Apenas 5.227 foram respondidos por telefone, além de 1.706 pela internet.

Saiba mais

Com base no balanço atual, o IBGE tem novo prazo para finalização da coleta domiciliar do Censo: nos municípios com até 170 mil habitantes, o trabalho deve ser encerrado em dezembro. Naqueles de população acima de 170 mil, o encerramento será em janeiro/2023.

1.771.167

dos questionários preenchidos no Pará foram do modelo “básico” ou “do universo” (26 perguntas) e 219.664 foram questionários “da amostra” ou “ampliado” (77 perguntas). O percentual de recusas no país está em 2,59%. A região Norte está com 1,94% de percentual de recusas. O Pará também tem taxa de recusas de 1,94% (era 1,93% no balanço anterior).

3.465

Até 5 de dezembro, o Pará tinha 3.465 recenseadores contratados, sendo que de 28 de novembro a 4 de dezembro estavam trabalhando 1.915 recenseadores.

Fonte: Agência Brasil