Tá na Ita, tá legal!

Fiscalização da Agência de Defesa Agropecuária do Pará apreende 29 toneladas de peixes congelados

Ação da Adepará foi realizada em parceria com a Secretaria da Fazenda

Durante fiscalização de rotina, fiscais estaduais agropecuários apreenderam 29 toneladas de peixes congelados clandestinos. A carga estava sendo transportada em caminhão, sem documento sanitário, e foi interceptada no posto de fiscalização agropecuário do Itinga, município de Dom Elizeu. A ação dos Agentes da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (ADEPARÁ) foi realizada em parceria com a Secretaria da Fazenda (SEFA), na manhã desta segunda-feira (30).
Os peixes eram da espécie tainha, oriundos do Estado do Rio Grande do Sul, e não apresentavam nenhum registro de inspeção sanitária federal, documento necessário para o trânsito em todo o território nacional, além de garantir que o alimento foi processado seguindo as normas sanitárias. Assim, foram considerados clandestinos.

“O produto apreendido é considerado de origem clandestina pois não passou por nenhum procedimento de inspeção sanitária que garanta a inocuidade do alimento. Produtos de origem animal devem passar por procedimentos padrão de higiene e inspeção para assegurar que este não represente ameaça à saúde do consumidor”, ressaltou o gerente de trânsito agropecuário da Adepará, Paulo Bastos.

Os fiscais estaduais lavraram um termo de apreensão da carga e o motorista foi autuado por transportar produtos de origem animal sem documentação sanitária. A carga apreendida foi destinada para um estabelecimento com registro no serviço de inspeção oficial para avaliação e melhor destinação.
A Adepará tem intensificado a vigilância e, com frequência, os fiscais da Agência apreendem mercadorias clandestinas, que não passam pelo processo de inspeção realizado pela Agência de Defesa ou pelo órgão federal, que são responsáveis por atestar a qualidade dos produtos de origem animal, produzidos artesanalmente ou por indústrias.

 

Fonte: Agência Pará
Foto: Reprodução