Tá na Ita, tá legal!

Estudantes de Itaituba, Santarém e Oriximiná são premiados na Olimpíada Nacional de Eficiência Energética

Além de ter dois alunos com o título de “destaque”, alunos e professor de municípios do Pará também ganharam medalhas, menções honrosas e outros prêmios l Reprodução

A região Oeste do Pará ganhou notoriedade na 2ª Olimpíada Nacional de Eficiência Energética (ONEE 2022), uma iniciativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e que conta com o apoio da Equatorial Pará. Na competição, que tem o objetivo de difundir as boas práticas de consumo de energia elétrica, dois estudantes foram premiados com o título de “aluno destaque”: Johab dos Reis Lima, do 9º ano da escola Carequinha, em Santarém, e Matheus de Sá Cruz Oliveira, da escola estadual Marechal Rondon, de Itaituba. Ambos ganharam notebook, medalhas e menção honrosas.

O santareno, por exemplo, já recebeu os seus prêmios nesta quarta-feira, 28.

Além deles, a região também conquistou outros prêmios. Itaituba ganhou mais três medalhas, sendo uma de ouro, uma de prata e uma de bronze, também na escola estadual Marechal Rondon. Já o município de Oriximiná conquistou 15 medalhas, além de ter o professor Raimundo Eder Maia Costa agraciado com um notebook pelo título de melhor desempenho e engajamento.

No geral, o Pará teve 7.100 inscritos na competição e 577 medalhas conquistadas, sendo 209 de bronze, 208 de prata e 160 de ouro. A Olimpíada distribuiu 22 mil medalhas para estudantes de 8º e 9º ano de escolas públicas e particulares de todas as regiões do país.

Vale ressaltar que a ONEE 2022 teve a coordenação do Instituto da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (IAbradee) e contou com a realização de concessionárias de energia que operam ao redor do país através de suas distribuidoras, como o Grupo EQUATORIAL, COPEL Distribuição, CELESC Distribuição, Grupo CPFL, Grupo EDP, Grupo ENERGISA, LIGHT, Grupo NEOENERGIA, CEMIG Distribuição e Grupo ENEL, garantindo a participação de professores e estudantes de todas as regiões do Brasil.

Os competidores da ONEE 2022 participaram de um curso composto por três módulos, que contemplaram assuntos como: Introdução à energia e suas transformações; fontes e matrizes energéticas; produção/geração de energia e consumo consciente; e ações de eficiência energética e combate ao desperdício. A propagação do consumo consciente de energia elétrica também contou com uma série de conteúdos publicados nas redes sociais e no canal da olimpíada no Youtube, além da realização de lives com especialistas no tema e Blitz da Eficiência Energética, que consistiram em aulas e atividades presenciais preparadas em parceria com as distribuidoras de cada local.

A Equatorial Pará, apoiadora da iniciativa e responsável pela Olimpíada no Pará, amplia, cada vez mais, a sua atuação social e ambiental em diversos territórios por meio dos programas socioambientais da Plataforma E+. Esse compromisso foi fortalecido em 2021, quando a empresa aderiu ao Pacto Global da ONU. Como signatária, a distribuidora de energia priorizou três Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: ODS 4 (Educação de qualidade); ODS 7 (Energia Limpa e Acessível) e ODS 13 (Ação contra a mudança global do clima).

Fonte: O Impacto com informações da Equatorial Pará