Tá na Ita, tá legal!

Estado tem sucesso na prevenção de incêndios em Unidades de Conservação

No Pará, o Governo do Estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-Bio), tem demonstrado comprometimento e eficiência na proteção de suas Unidades de Conservação (UCs). Este ano, a Área de Proteção Ambiental (APA) Araguaia e o Parque Estadual da Serra dos Martírios/Andorinhas, em São Geraldo do Araguaia, na região sudeste paraense, tiveram um feito notável: não registraram incêndios florestais.

O resultado positivo é atribuído ao Manejo Integrado do Fogo, metodologia criada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e implementada nas duas UCs do Ideflor-Bio. Os brigadistas contratados pelo Instituto foram devidamente instruídos sobre as melhores práticas para garantir que a estratégia funcionasse com excelência.

O Manejo Integrado do Fogo consiste em um conjunto de ações que visa prevenir e controlar os incêndios florestais, promovendo uma gestão adequada do fogo nas áreas protegidas. Essa metodologia inclui a realização de queimadas controladas, o monitoramento constante das condições climáticas e a capacitação dos brigadistas para agirem de forma rápida e eficaz em caso de ocorrência de incêndios.

Ao adotar essa abordagem preventiva, o Governo do Pará conseguiu manter a vegetação das áreas protegidas intacta, preservando assim a biodiversidade e os ecossistemas presentes no Parque Estadual da Serra dos Martírios/Andorinhas e na APA Araguaia. Além disso, a ausência de incêndios contribuiu para o florescimento e frutificação abundante das espécies vegetais locais.

Satisfação – “Há muitos anos que a gente lutava por esse feito e, felizmente, neste conseguimos alcançar o êxito. Tudo isso só foi possível devido a atenção que o Ideflor-Bio deu para esse trabalho e, principalmente, para o nosso, já que somos nós que ficamos na linha de frente quando os incêndios se descontrolam. Não podemos deixar de frisar a importância do Manejo Integrado do Fogo, porque sem essa estratégia, certamente não teríamos conseguido esse bom resultado”, afirmou o chefe da Brigada de Incêndio, Gesivan Alves dos Santos.

O presidente do Ideflor-Bio, Nilson Pinto, reafirma seu compromisso com a conservação do meio ambiente e agradece a dedicação dos brigadistas e demais profissionais envolvidos nessa importante conquista. “A expectativa é que esses resultados positivos sejam mantidos e que outras UCs estaduais também sejam beneficiadas com o Manejo Integrado do Fogo, contribuindo para a preservação da biodiversidade e a promoção de um futuro mais sustentável”, afirmou.

 

Fonte: Agência Pará