Tá na Ita, tá legal!

Delegação Estudantil paraolímpica do Pará desembarca em São Paulo e se prepara para as competições

Já estão em São Paulo para a 12ª edição das Paralimpíadas Escolares, todos os 133 componentes da delegação estudantil paraolímpica do Pará. Essa é a maior competição da América Latina e teve seu início nesta quarta-feira (24) e durará até a próxima sexta-feira (26). O evento é uma realização do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e do Ministério da Cidadania, por meio da Secretaria Especial de Esporte, tendo como responsabilidade exclusiva a realização da Etapa Nacional. No Pará, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio do Núcleo de Esporte e Lazer (NEL), oferece todo o incentivo necessário aos representantes, seus familiares e aos profissionais que trabalham na preparação dos paratletas.

Na edição deste ano, 13 modalidades esportivas fazem parte das Paralimpíadas Escolares. De 11 a 17 anos (atletismo, bocha, judô, natação, tênis de mesa e tênis em cadeira de rodas; 12 a 17 anos (taekwondo); 13 a 17 anos (futebol PC, goalball, basquete em cadeira de rodas 3×3 e parabadminton); 13 a 18 anos (futebol de 5 e voleibol sentado).

Abertura – Por conta da Pandemia de Covid-19, a cerimônia de abertura será limitada a representantes das delegações, mas poderá ser acompanhada pela internet por meio de um link que será disponibilizado pela delegação minutos antes do evento.

Paraolimpíadas – A competição desportiva teve sua primeira edição em 2009. Desde então, se consagrou como o maior evento mundial para crianças com deficiência em idade escolar. Diversos talentos do paradesporto já passaram pelo torneio, como o velocista paraense Alan Fonteles, que alcançou a medalha de ouro nas Paraolimpíadas de Londres (2012).

Podem participar das Paralimpíadas Escolares 2021 equipes masculina e feminina, com deficiência física, visual e intelectual, e idade mínima de 11 anos (nascidos em 2010) e máxima de 18 anos (nascidos em 2003), conforme as modalidades previstas para o torneio, e desde que estejam regularmente matriculados e frequentando escolas de ensino fundamental, médio ou especial, pertencentes à rede pública ou particular de ensino.

Fonte: ITA FM,  com informações Agência Brasil