Tá na Ita, tá legal!

Bebê de 8 meses morre com sinais suspeitos de violência em Santarém; Deaca investiga o caso

Deaca em Santarém — Foto: Geovane Brito/G1
Deaca em Santarém — Foto: Geovane Brito/G1

Uma bebê de 8 meses morreu na segunda (27) em Santarém, no oeste do Pará, com sinais suspeitos de violência e estupro. A mãe que é adolescente e mora com os avós no bairro Área Verde levou a bebê ao Hospital Municipal Dr. Alberto Tolentino Sotelo, ela recebeu atendimento da equipe de plantão, mas não resistiu.

 A declaração de óbito do IML , na qual consta que a criança apresentava: anemia aguda, hemorragia interna e externa, e ruptura de mucosa retal.

Foi o Hospital Municipal que acionou a Delegacia Especializada de Atendimento à Criança e Adolescente (Deaca), que informou que já está investigando o caso.

O delegado Gilberto Aguiar, que está à frente das investigações se limitou a informar que já conversou com a mãe da criança e que o caso correrá em sigilo. O Conselho Tutelar também foi comunicado sobre o caso, assim como o Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdca).

Perícia

 

O IML foi chamado para fazer a remoção do corpo da criança para necropsia, devido apresentar sinais suspeitos de violência no pescoço, na cabeça e nas partes íntimas. Há informações de não havia unha no quarto dedo do pé da criança.

O corpo da criança foi liberado do IML por volta das 13h30 desta terça-feira (28) para os familiares poderem realizar o velório e sepultamento. Os laudos dos exames periciais realizados no IML são aguardados e devem sair em 10 dias.

Nota do HMS

 

Em nota, o Hospital Municipal de Santarém Dr. Alberto Tolentino Sotelo informou que recebeu um bebê de 8 meses no final da tarde de ontem (27) com quadro grave; infelizmente logo em seguida ao primeiro atendimento ela veio a óbito. O corpo da criança foi encaminhado para o IML.

Ainda segundo a nota, a equipe do psicossocial do Hospital acionou a Delegacia da Criança e do Adolescente e ainda o Conselho Tutelar para atuarem no caso. Esse é o procedimento adotado para casos suspeitos de violência.

Fonte: G1 Santarém