Tá na Ita, tá legal!

Atenção! Não caia no golpe do Concurso Nacional Unificado

Você já ouviu falar no novo golpe do Concurso Nacional Unificado? Se ainda não, abaixo tudo sobre a fraude do “Enem dos Concursos” para você não cair nessa armadinha, que já vitimou centenas de pessoas.

Para quem não sabe, o novo golpe da praça, funciona da seguinte forma: Criminosos roubam dinheiro de vítimas por Pix com o golpe da falsa inscrição e prazo no Concurso Nacional Unificado, sendo que o governo federal ainda nem publicou edital ou abriu inscrições para os concursos públicos.

A previsão, para a abertura do edital, é que seja publicado apenas em 20 de dezembro. Somente após a publicação as inscrições estarão abertas, alertou o Ministério da Gestão, em comunicado desta segunda-feira (23).

ENTENDA

O site falsifica a identidade visual do ministério e fornece uma data de inscrição falsa. Após inserir seu CPF, a vítima vê seus dados pessoais e é informada de que está qualificada para participar do concurso.

Além disso, o site falso também inclui um link para uma suposta publicação oficial do governo. Na sequência, o site diz processar a solicitação e informar os valores da falsa inscrição. Ao todo, os golpistas cobram R$ 107,82 -sendo R$ 50,41 para uma suposta “Taxa de Fiscalização das Bancas Organizadoras”, outros R$ 42,52 para pagar uma “Taxa de Contribuição ao Ministério de Gestão e da Inovação em Serviços Públicos” e R$ 14,89 destinados a “impostos”.

“A taxa de pagamento é realizada de forma única e libera a sua inscrição em qualquer concurso disponível através da sua página de acompanhamento. Incluso PCDs”, afirma o portal fraudulento. “O pagamento deve ser realizado em até 30 minutos.” Na sequência, a vítima é direcionada a outro site, onde consegue gerar um link para fazer o pagamento por Pix.

Os interessados devem buscar informações em sites oficiais do governo federal ou reportagens jornalísticas sobre concursos públicos.

Os portais do governo, em geral, começam com “www.gov.br”, link padrão onde são concentrados todos os serviços e informações da gestão federal.

Outro ponto de atenção é quanto à forma de pagamento da inscrição. Concursos públicos, em geral, usam o boleto bancário como meio para recolher o dinheiro das inscrições.

O que fazer se cair no golpe

A recomendação é que a vítima faça um boletim de ocorrência e denuncie os links falsos. Dessa forma, autoridades poderão excluir os sites fraudulentos e tentar rastrear os criminosos.