Tá na Ita, tá legal!

Acusado de dirigir embriagado, atropelar e matar fiéis na Caminhada de fé com Maria vai a júri popular

Sirlei Dantas Lira foi indiciado por homicídio qualificado após atropelar e matar fiéis na BR-163 — Foto: Redes Sociais
Sirlei Dantas Lira foi indiciado por homicídio qualificado após atropelar e matar fiéis na BR-163 — Foto: Redes Sociais

A defesa tentou desclassificar a acusação de homicídio qualificado e tentativas de homicídio qualificado que pesam contra Sirley Dantas Lira, para que o réu escapasse do Tribunal do Júri Popular. Mas ao final da audiência de instrução e julgamento realizada nesta quarta-feira (7) pela 3ª Vara Criminal de Santarém, oeste do Pará, o juiz Gabriel Veloso anunciou a decisão pela pronúncia de Sirley. A data do júri, no entanto, ainda será definida.

Sirley Dantas Lima é acusado do atropelamento de vários participantes da 28ª Caminhada de Fé com Maria, que resultou na morte de Maria Ângela Gomes Moraes e Marciro Mendes Moraes, mãe e filho, em dezembro de 2022.

Além de decidir pelo julgamento de Sirley no Tribunal do Júri, o juiz Gabriel Veloso negou ao réu o direito de recorrer em liberdade. Mas a defesa ainda pode recorrer da decisão.

Na audiência desta quarta-feira, testemunhas do acidente foram ouvidas, assim como Sirley, que teve a oportunidade de contar a sua versão sobre as circunstâncias do atropelamento.

Familiares de vítimas de atropelamento na Caminhada de fé com Maria, em protesto em frente ao Fórum de Santarém — Foto: José Rodrigues / Tv Tapajós
Familiares de vítimas de atropelamento na Caminhada de fé com Maria, em protesto em frente ao Fórum de Santarém — Foto: José Rodrigues / Tv Tapajós

Enquanto a audiência era realizada, em frente ao Fórum de Justiça, familiares das vítimas do atropelamento faziam um protesto pacífico por justiça.

Relembre o caso

 

O homem invadiu a pista com os fiéis por volta de 01h30 do dia 4 de dezembro de 2022, próximo ao quartel do 8º BEC na BR-163. Mais de 20 pessoas foram atingidas e ficaram feridas, e duas pessoas morreram. As vítimas foram identificadas como Maria Ângela Gomes Moraes e Marciro Mendes Moraes, e eram mãe e filho.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e várias ambulâncias foram deslocadas para o local. Cerca de três pessoas foram levadas ao Pronto Socorro Municipal de Santarém em estado grave e outras vítimas foram levadas em carros particulares e outras ambulâncias de empresas privadas. A ambulância do exército também prestou socorro às vítimas.

De acordo com o Samu, o motorista apresentava sinais de embriaguez. Três pessoas que estavam no veículo foram presas.